Comportamento

Porque não compro mais no Aliexpress / Ebay

Quem está fazendo nossas roupas baratas

Quem está fazendo nossas roupas baratas

 

Tudo nessa vida tem um preço. Quando pagamos extremamente barato em produtinhos, roupas, artigos para o nosso conforto, nunca paramos realmente para pensar que, se estamos pagando barato em dinheiro, de onde estamos tendo que tirar para realmente pagar essas comprinhas?

Já venho pensando nisso há algum tempo e essa semana me deparei com um vídeo, de um canal no youtube (não sei se é um ONG oficial), defendendo a “Revolução Fashion”. Basicamente, eles colocaram uma máquina com a mensagem: “T-Shirts por 2 euros”, e quando a pessoa ia comprar, se deparava com imagens de quem fez essa roupa, e em quais condições.

Acho que nunca é tarde para o conhecimento, é claro que as pessoas que compram nesses sites (inclusive eu, por muito tempo), não tem noção do que existe por trás. Além de trabalharem por 16h/dia, essas pessoas recebem algo em torno de 0,50 por dia, fazendo uma conta básica, isso daria um salário de R$15 por mês. Isso se chama escravidão.

Não é a primeira vez que aparecem indícios de que existe escravidão por trás dessas “barganhas”, em 2014 uma advogada de DF encontrou um recado em uma blusa que comprou no Aliexpress, que dizia “Eu escravo me ajude”. Não tem como ficar mais claro que isso. E o pior é o sentimento de mãos atadas.995oxu5059_asja127aw_fileLeia a notícia completa aqui.

Nos EUA, uma mulher comprou um brinquedo chinês e também se deparou com uma carta, dessa vez detalhando as condições de trabalho e o que acontece com quem não cumpre: tortura.trabalho-escravo-china-bilhete-zhang-masanjia-600-2“Senhor

Se você por acaso comprou esse produto, por favor faça a gentileza de encaminhar essa carta para a Organização Mundial de Direitos Humanos. Milhares de pessoas que estão sendo sendo reféns do Partido Comunista Chinês vão agradecer e lembrar de você para sempre. Esse produto foi produzido pela Unidade 8, Departamento 2, Masanjia Labor Camp, Shenyang, Liaoning, China.

Pessoas que trabalham aqui tem que trabalhar 15 horas por dia, sem pausa nos fins de semana ou feriados. Se se recusarem, eles sofrem torturas, apanham, e recebem praticamente nenhum pagamento (10 yuan por mês – aproximadamente 2 dólares). 

Pessoas que trabalham aqui sofrem punições ilegais, sendo condenados a trabalhar nessas condicões de 1 até 3 anos em média, sem nenhum tipo de sentença judicial. Muitos deles são totalmente inocentes e estão sendo punidos somente porque acreditam em coisas diferentes do que o CCPG, e nesses casos sofrem punições mais severas do que os outros.”)”.

Decidi compartilhar com vocês a minha decisão e espero mesmo que muitos, através do conhecimento, também se coloquem no lugar dessas pessoas e façam o que temos ao nosso alcance: nunca mais comprar nesses sites, ou produtos que, ok, são baratos, mas será que vale a pena? Será que vale a energia que você está levando para dentro da sua casa através desses produtos produzidos de forma desumana? Será que vale carregar um peso desses?

Pensem bem, como eu fiz, e tenho certeza que vocês chegarão à mesma conclusão: o meu caráter e compaixão a essas pessoas vale muito mais do que 2 euros. O valor é imensurável, e tudo o que posso fazer nesse momento é pedir pra que um dia essas pessoas tenham uma vida digna, todos merecem isso.

Beijos!

 

You Might Also Like

  • antonio ferreira

    que bom que as coisas aqui no brasil sao tao diferentes né.